Hidrogénio energia do futuro?

9 02 2009

h2bus

 

 

O hidrogénio apresenta-se como uma alternativa aos combustíveis fósseis, apresentando uma grande vantagem, emissões de CO2 0%. Actualmente existem dois modos de retirar energia do hidrogénio: queimando num motor de combustão interna como acontece nos actuais motores a gasolina, ou produzir electricidade através de células de combustível. A segunda variante é a mais interessante, vistos nos podermos conseguir maior rendimento e uma fonte de energia mais “nobre” que é a electricidade.

 

Mas nem tudo são vantagens! Existem várias desvantagens que limitam a progressão desta fonte de energia. Uma delas está relacionada com a forma de obter o hidrogénio. Vejamos então, existem dois processos para obtenção desta energia: A electrólise e a dissociação da agua quando expostas a elevadas temperaturas. Qualquer dos métodos utilizados ira despender maior energia de que aquela que poderemos retirar mediante as células de combustível. Este factor limita o interesse desta fonte de energia a ser utilizada como um vector de energia, isto é, este tipo de energia está limitada a ser utilizada no sector dos transportes.

 

Outra limitação deve-se a natureza do próprio elemento. Para termos alguma autonomia, precisamos um depósito de elevadas dimensões, capaz de suportar elevadas pressões e baixas temperaturas. Isto não só dificulta a fabricação dos automóveis, como também limita a fabricação de postos de abastecimento e respectiva rede de distribuição.

 

Actualmente já existem alguns modelos, como o caso do Honda FCX Clarity o primeiro modelo movido a hidrogénio fabricado em série. Outro exemplo é os autocarros H2Bus da STCP que circulam na cidade invicta emitindo apenas vapor de água.

 

 

 

 

Notícia Honda FCX Clarity :

Anúncios

Acções

Information

One response

6 10 2012
Gamainha

Dei uma organizada:

O hidrogênio apresenta-se como uma alternativa aos combustíveis fósseis, apresentando uma grande vantagem, pois não emite CO², sendo assim uma energia limpa. Atualmente existem dois modos de retirar energia do hidrogênio: queimando num motor de combustão interna como acontece nos atuais motores a gasolina, ou ao produzir eletricidade através de células de combustível.

Porém existem várias desvantagens que limitam a progressão desta fonte de energia. Uma delas está relacionada com a forma de obter o hidrogênio, pois só existem dois processos para obtenção desta energia: A eletrólise e a dissociação da água quando exposta a elevadas temperaturas, mas, qualquer um desses métodos ira despender maior energia de que aquela que poderemos retirar mediante as células de combustível, criando limites à opção de ela ser utilizada no setor dos transportes.

Outra limitação deve-se a natureza do próprio elemento, pois precisamos de uma fonte de armazenamento capaz de suportar elevadas pressões e baixas temperaturas. Isto não só dificulta a fabricação dos automóveis, como também limita a fabricação de postos de abastecimento e respectiva rede de distribuição.

Atualmente já existem alguns modelos, como o caso do Honda FCX Clarity o primeiro modelo movido a hidrogênio fabricado em série e outro exemplo é os autocarros H2Bus da STCP que circulam na cidade invicta emitindo apenas vapor de água.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: