Sociedade do Stress

4 07 2009

Sociedade do Stress

É assim que descrevo a maioria das pessoas, a cultura do stress propagou-se assim como uma elevada onda de pessimismo, que domina as mentes dos portugueses.

É verdade que o manter o standard de vida adoptado nos inícios deste século tornou-se praticamente insustentável, pois os encargos associados a compra e manutenção uma casa devidamente equipada (água, electricidade, gás, TV cabo e internet), um automóvel e um telemóvel, são elevados. Os problemas de gestão da economia doméstica e a necessidade de rendimentos para cobrir essas despesas são uns dos principais motivos de stress.

O trabalho representa a maior fatia de tempo diário para grande parte das pessoas, restando apenas alguns momentos para o convívio e confraternização. O que pode ser mais deprimente, é gastar esses preciosos minutos, para discutir lamentações ou criticar de uma forma destrutiva algo ou alguém.

Devemos conseguir algum tempo para discutir assuntos úteis e fúteis, intercambiar ideias, fazer jogos…Pois o mais importante é libertar a pressão do trabalho e deste modelo social que vivemos, pelo menos durante algumas horas na semana. Na realidade o stress não existe, nós é que o criamos.


Ações

Information

2 responses

25 08 2009
maria ribeiro

Bom dia!

Peço desculpa por utilizar este espaço para perguntar se me sabe dizer quem é o autor da pintura (imagem) acima postada.

Obrigada!

30 09 2009
Hugo Lagido

Boa Noite,

Na realidade não sei quem é o autor desta expressiva obra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: