A solução para o fim da crise

12 12 2010

Se a economia portuguesa estivesse assentada em 4 alicerces, um deles estava podre. Esses são os números revelados em toda a comunicação social na passada quinta-feira 09-12-2010 (ver este artigo por exemplo).  Este estudo revela que 1/4 da actividade económica é corrupta e ilegal.

Certamente que a notícia passou como um foguete e nem o governo nem a oposição deram a relevância que a notícia deveria ter. Em tempos que são pedidos ainda mais sacrifícios aos portugueses, que vão ver os impostos aumentados e por consequente os orçamentos reduzidos, esses 25% que não pagam impostos continuam impunes.

Por exemplo se para o ano 75% dos portugueses vão pagar 23% de IVA e outros 25% vão pagar 0% é o mesmo que se todos pagassem 17,15%. Isto é uma demonstração sem valor estatístico, mas o que quero dizer é que se for combatido a economia paralela há espaço para um aumento de receitas do estado e inclusive para uma diminuição da carga fiscal, o que irá acelerar a economia.

Cave ao governo e a assembleia da republica, criarem um conjunto de medidas para uma maior sensibilização e posterior fiscalização a empresas onde existe economia não registada. As empresas ou particulares que não cumprirem com as suas obrigações como contribuintes, após uma devida campanha de sensibilização e formação, deverão ser punidos.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: